subject
História, 10.12.2019 04:15 Ristermit

Qual o assunto principal tratado no texto e qual a posição da autora em relação a ele
‚Äč


Qual o assunto principal tratado no texto e qual a posi√ß√£o da autora em rela√ß√£o a ele‚Äč

Respostas
Respostas: 3

Outra pergunta: História

question
História, 15.08.2019 00:39
Sup.estou fazendo um trabalho sobre maom√©, onde precisamos estudar tudo sobre ele, saber tudo sobre ele praticamente, e nisso o iremos a frente da sala e todos far√£o uma pergunta sobre ele e sobre alguns pontos de sua vida.preciso que algu√©m que conhe√ßa bastante sobre ele me fale o que eu devo pesquisar, e quais ser√£o provavelmente as perguntas que eles fara√≥ no trabalho.‚Äč
Respostas: 3
question
História, 15.08.2019 00:37
Quais as caracteristicas relevantes de sandro de botticelli‚Äč
Respostas: 2
question
História, 15.08.2019 00:25
Me ajudem a fazer um mapa conceitual sobre este (tema: homero e o per√≠odo hom√©rico). por favor ! ‚Äč
Respostas: 1
question
História, 15.08.2019 00:17
1) analise a cita√ß√£o a seguir: "o processo iniciado na cidade do porto em 1820 foi resultado de uma esp√©cie de desapontamento quase que generalizado do lusitano diante da situa√ß√£o vexat√≥ria com que se viu obrigado a conviver desde as invas√Ķes francesas, quando a sede administrativa do reino foi transferida para a am√©rica portuguesa, de onde as ordens passaram a vir, al√©m da crise econ√īmica em que se viu mergulhado. sintetizando os sentimentos vividos pelos portugueses a partir da experi√™ncia iniciada em 1820, foi um momento em que se falou de liberdade contra o despotismo e de regenera√ß√£o contra a decad√™ncia. essas seriam as palavras-chave que serviriam parailustrar o movimento vintista, nome pelo qual ficou conhecido o pensamento pol√≠tico iniciado em 1820‚ÄĚ. assinale a alternativa que apresenta o nome pelo qual ficou conhecido o movimento revolucion√°rio que eclodiu na cidade do porto, em portugal, na d√©cada de 1820: alternativas: a) revolu√ß√£o colonial do porto. b) revolu√ß√£o do proletariado do porto. c) revolu√ß√£o mercantilista do porto. d) revolu√ß√£o socialista do porto. e) revolu√ß√£o liberal do porto. 2) analise a cita√ß√£o a seguir: ‚Äúa quest√£o do regresso ou n√£o de dom jo√£o vi logo se esvaziou. temendo perder o trono caso n√£o regressasse a portugal, o rei decidiu-se afinal pelo retorno. embarcou em abril de 1821, acompanhado de 4 mil portugueses. nos meses seguintes, ocorreram no brasil as elei√ß√Ķes para as cortes. quase todos os eleitos eram nascidos no brasil. entre eles, estavam alguns defensores radicais ou ex-radicais da independ√™ncia, como cipriano barata (bahia), muniz tavares (pernambuco) e ant√īnio carlos ribeiro de andrada (s√£o paulo), que haviam participado da revolu√ß√£o de 1817. tamb√©m se inclu√≠am nomes como o do padre feij√≥ e nicolau de campos vergueiro, pol√≠ticos de relevo nos anos seguintes da hist√≥ria do brasil‚ÄĚ. fausto, boris. hist√≥ria do brasil. s√£o paulo: editora da usp, 1994, p. 82. dom jo√£o vi, em meio ao turbulento contexto envolvendo seu retorno ou n√£o para portugal decide, em abril de 1821, retornar √† europa, deixando alternativas: a) o pa√≠s independente com a proclama√ß√£o do imp√©rio atl√Ęntico americano, em 1822. b) como sucessor seu filho, dom pedro, como pr√≠ncipe regente. c) a administra√ß√£o da col√īnia portuguesa sob controle da inglaterra. d) o brasil sem realizar nenhuma benfeitoria na principal col√īnia portuguesa na am√©rica. e) como legado o decreto que possibilitou o fim da escravid√£o no brasil, em 1822. 3) leia a cita√ß√£o a seguir, extra√≠do do artigo "d. jo√£o e as hist√≥rias dos brasis", do historiador jos√© murilo de carvalho: "minha tese tem sido sempre que sem a vinda da corte n√£o haveria brasil. em outras palavras, que a vinda da corte foi condi√ß√£o necess√°ria, embora n√£o suficiente, da exist√™ncia do brasil assim como hoje o conhecemos. esse ponto me parece dif√≠cil de negar. tenho usado como argumento um pequeno experimento mental que me parece convincente. o exerc√≠cio consiste em supor a muito plaus√≠vel op√ß√£o de d. jo√£o por permanecer em portugal em vez de fugir para a col√īnia. as consequ√™ncias dessa hipot√©tica decis√£o n√£o s√£o dif√≠ceis de imaginar. basta verificar o que de fato se deu, logo depois da fuga de d. jo√£o, na espanha e em suas col√īnias da am√©rica: pris√£o e ex√≠lio dos reis e fragmenta√ß√£o da col√īnia". carvalho, jos√© murilo de. d. jo√£o e as hist√≥rias dos brasis. revista brasileira de hist√≥ria, s√£o paulo, v. 28, n. 56, p. 551-572, 2008, p. 553. com base no texto, avalie as seguintes asser√ß√Ķes e a rela√ß√£o proposta entre elas: i. caso d. jo√£o n√£o tivesse vindo para a col√īnia, essa n√£o se manteria e, como resultado, n√£o ter√≠amos o pa√≠s que temos hoje, alguns pa√≠ses que se formariam poderiam at√© adotar o nome de brasil, mas n√£o seria o brasil da atualidade. porque ii. segundo o historiador jos√© murilo de carvalho, muito provavelmente a col√īnia de portugal na am√©rica teria seguido o mesmo caminho da col√īnia espanhola na am√©rica. a respeito dessas asser√ß√Ķes, assinale a op√ß√£o correta: alternativas: a) as asser√ß√Ķes i e ii s√£o proposi√ß√Ķes verdadeiras e a ii √© uma justificativa da i. b) as asser√ß√Ķes i e ii s√£o proposi√ß√Ķes verdadeiras, mas a ii n√£o √© uma justificativa da i. c) a asser√ß√£o i √© uma proposi√ß√£o verdadeira, e a ii √© uma proposi√ß√£o falsa. d) a asser√ß√£o i √© uma proposi√ß√£o falsa, e a ii √© uma proposi√ß√£o verdadeira. e) as asser√ß√Ķes i e ii s√£o proposi√ß√Ķes falsas.
Respostas: 2
Você sabe a resposta certa?
Qual o assunto principal tratado no texto e qual a posição da autora em relação a ele
‚Äč
...
Perguntas
question
Matem√°tica, 21.07.2020 05:14
question
Português, 21.07.2020 05:14
Perguntas no site: 22303409