subject
Português, 19.11.2020 03:50 juhbs86544

A aventura de Chu Regina Machado
Era uma vez dois amigos que viajavam pelo mundo. Meng e Chu passaram por
países desconhecidos, rios, vales e montanhas.
Um dia, quando atravessavam uma floresta, viram que logo ia desabar uma
tempestade. Procuraram abrigo e viram ao longe um velho templo em ruínas.
Correram para l√° e foram recebidos por um velho monge muito sorridente. O monge
lhes disse:
‚Äď Amigos, quero que voc√™s me acompanhem at√© a sala dos fundos do templo. L√°
est√° representada uma obra de arte como n√£o existe igual. Venham ver o bosque de
pinheiros que est√° pintado na parede do fundo do templo.
Ele se virou e foi devagar, arrastando os chinelos. Os dois amigos o seguiram.
Quando chegaram √† √ļltima sala, ficaram maravilhados. De fato, era uma magn√≠fica
obra de arte. Começaram a andar desde o começo da pintura, observando as árvores de
todos os tamanhos e tons de verde. Perceberam que além dos pinheiros havia outras
figuras, montanhas ao fundo, um sol dourado iluminando o céu, jovens em grupos, em
pares, conversando, colhendo flores. Chu ia na frente e, quando chegou bem no meio
da parede, parou. Ali estava uma jovem t√£o linda que o deixou boquiaberto. Era alta,
elegante, os olhos negros pareciam duas jabuticabas, a boca era como um morango
maduro; tinha uma cesta no braço, colhia flores e seus cabelos eram longos e negros,
penteados em duas grossas tranças até a cintura. Chu apaixonou-se imediatamente
por ela e ficou ali parado, contemplando cada detalhe daquela jovem t√£o bela.
Chu não sabe quanto tempo ficou ali, até que de repente sentiu como se estivesse
flutuando, seus pés não tocavam o chão. Olhou à sua volta e viu um sol dourado

iluminando o céu, ouviu vozes e percebeu que eram das jovens que ele tinha visto
pintadas na parede. Foi ent√£o que se deu conta de que estava dentro do quadro.
Quando se refazia do susto, viu a jovem de quem tinha gostado, um pouco mais
adiante. Ela olhou para ele, sorriu, jogou as tranças para trás e saiu correndo. Ele a
seguiu até que ela chegou a um jardim cheio de pequenas flores coloridas, que ficava
em volta de uma casa toda branca. Ela atravessou o jardim e parou diante da porta.
Quando Chu se aproximou, eles entraram e ficaram parados em pé, um diante do
outro, bem no meio daquele aposento silencioso.
Eles se abraçaram, e Chu sentiu que amava aquela jovem como se fosse desde
sempre. Ent√£o, eles foram para a cama e na manh√£ seguinte eram marido e mulher.
A jovem se levantou e foi pentear seus longos cabelos, mas agora n√£o fez as duas
tranças, e sim um coque na nuca, como era o costume das mulheres casadas.
Enquanto conversavam, ouviram barulhos estranhos l√° fora, passos pesados, sons de
correntes. A jovem ficou p√°lida, fez um sinal para Chu n√£o dizer nenhuma palavra.
Foram até uma fresta da porta e espiaram para fora.
Viram um ser descomunal, inteiramente vestido com uma armadura de ferro.
Com olhos amea√ßadores, ele carregava nas m√£os um chicote, grilh√Ķes e uma
corrente. Ele disse para as jovens do quadro que estavam à sua volta, apavoradas:
‚Äď Afastem-se. Sei que h√° um ser humano entre n√≥s, n√£o adianta esconder. Agora
vou vasculhar dentro da casa, tenho certeza de que ele est√° l√°.
A jovem ficou mais p√°lida ainda e disse:
‚Äď Chu, depressa, esconda-se embaixo da cama, n√£o d√° tempo de mais nada.
Chu mal teve tempo de correr para debaixo da cama quando viu a porta se abrir.
Duas botas de ferro entraram para dentro do quarto.
Enquanto isso, Meng olhava o quadro, e deu por falta do amigo. Perguntou ao
velho monge onde ele estava e o velho monge respondeu:
‚Äď N√£o se preocupe, ele n√£o foi muito longe, n√£o.
Batendo com os dedos na parede, chamou com voz tranquila:
‚Äď Volte, senhor Chu. J√° √© tempo de encontrar seu amigo outra vez!
Nesse momento, Chu foi saindo de dentro da parede.
‚Äď Onde voc√™ esteve? ‚Äď perguntou Meng.
‚Äď Eu n√£o sei ‚Äď disse ele. ‚Äď Estava embaixo da cama, ouvi um barulho terr√≠vel, sa√≠
para ver o que era e sem saber como, cheguei de novo nessa sala.
Os dois amigos voltaram a olhar o quadro desde o começo para se despedirem
dele. Chu ia na frente; quando chegou no meio da parede, aquela jovem estava
l√°. Alta, elegante, os olhos como duas jabuticabas, a boca lembrava um morango
maduro e ela colhia flores. Mas seus cabelos n√£o estavam mais penteados em
tranças, agora eles formavam um coque na nuca, como era o costume das mulheres
casadas, naquele lugar.
Os dois amigos desceram as escadarias do templo em silêncio. A chuva já tinha
parado e eles se foram sem dizer palavra. A viagem continuava.

Os personagens atuam em espaços e reagem ao mundo em que vivem. Em contos como A aventura de Chu, o espaço é elemento essencial para o desenrolar da história. Releia o conto e grife o nome de todos os lugares onde acontecem episódios importantes da história.

Respostas
Respostas: 3

Outra pergunta: Português

question
Português, 15.08.2019 01:04
Texto com o tema o lugar onde eu vivo : araponga -mg‚Äč
Respostas: 2
question
Português, 15.08.2019 01:02
Identifique as seguintes preposi√ß√Ķes: a) nada mais h√° entre mim e voc√™. b) estou com vontade de sair. c ) associa√ß√Ķes de bairro discutem em conjunto, sobre a instala√ß√£o de novos postos de sa√ļde. d) desde sua volta n√£o fiz nada.
Respostas: 1
question
Português, 15.08.2019 00:17
Quais s√£o os desafios nos dias atuais da seguran√ßa p√ļblica do brasil
Respostas: 1
question
Português, 15.08.2019 00:10
As regras sobre divis√£o de heran√ßa no brasil est√£o descritos no c√≥digo civil essa lei diz que a heran√ßa √© composta por duas partes parte dispon√≠vel corresponde a 50% do valor da heran√ßa deve ser dividida entre os chamados herdeiros necess√°rios filhos e conjugue de tal forma que todos esses recebem a mesma quantia parte dispon√≠vel correspondente aos 50% da heran√ßa e pode ser dividida de maneira livre uma m√£e e seus tr√™s filhos receberam uma heran√ßa de 4426 se um um dos filhos √© deixado 40% da parte dispon√≠vel al√©m de sua parte dispon√≠vel determine a quantidade de calor recebida‚Äč
Respostas: 3
Você sabe a resposta certa?
A aventura de Chu Regina Machado
Era uma vez dois amigos que viajavam pelo mundo. Meng e Chu...
Perguntas
question
Português, 30.11.2020 16:10
question
Matem√°tica, 30.11.2020 16:10
Perguntas no site: 24934046