subject

No mundo atual porque √© necess√°rio na maioria das vezes ser como uma borboleta e n√£o como a cris√°lida, para vencer os desafios?‚Äč

Respostas
Respostas: 3

Outra pergunta: Português

question
Português, 15.08.2019 00:56
Qual é a semelhança e a diferença entre um bilhete e uma carta? (3 linhas)
Respostas: 2
question
Português, 15.08.2019 00:34
01. descreva os elementos da imagem. 02.contextualize a imagem qual e a tematica apresentada. 03. investigue o assunto comum que a imagem permite relacionar na base verbal e visual (intertextualidade). 04 a imagem permite humor algo engra√ßado determine e comente o humor presente na imagem.05 qual e a denuncia feita alem do humor intencionalmente construido na imagem relacionar a critica social com a tematica apresentada na imagem contextualizando‚Äč
Respostas: 1
question
Português, 15.08.2019 00:13
Texto sobre uma critica sobre o descarte de pilhas e baterias..urgent‚Äč
Respostas: 1
question
Português, 15.08.2019 00:00
Eu preciso de uma m√ļsica atual que tenha elementos semelhantes ao do poema de gon√ßalves dias: seus olhos. vou colocar o poema abaixo: (obs: √© urgente! ) seus olhos t√£o negros, t√£o belos, t√£o puros, de vivo luzir, estrelas incertas, que as √°guas dormentes do mar v√£o ferir; seus olhos t√£o negros, t√£o belos, t√£o puros, t√™m meiga express√£o, mais doce que a brisa, ‚ÄĒ mais doce que o nauta de noite cantando, ‚ÄĒ mais doce que a frauta quebrando a solid√£o, seus olhos t√£o negros, t√£o belos, t√£o puros, de vivo luzir, s√£o meigos infantes, gentis, engra√ßados brincando a sorrir. s√£o meigos infantes, brincando, saltando em jogo infantil, inquietos, travessos; ‚ÄĒ causando tormento, com beijos nos pagam a dor de um momento, com modo gentil. seus olhos t√£o negros, t√£o belos, t√£o puros, assim √© que s√£o; √†s vezes luzindo, serenos, tranq√ľilos, √†s vezes vulc√£o! √†s vezes, oh! sim, derramam t√£o fraco, t√£o frouxo brilhar, que a mim me parece que o ar lhes falece, e os olhos t√£o meigos, que o pranto humedece me fazem chorar. assim lindo infante, que dorme tranq√ľilo, desperta a chorar; e mudo e sisudo, cismando mil coisas, n√£o pensa ‚ÄĒ a pensar. nas almas t√£o puras da virgem, do infante, √†s vezes do c√©u cai doce harmonia duma harpa celeste, um vago desejo; e a mente se veste de pranto co'um v√©u. quer sejam saudades, quer sejam desejos da p√°tria melhor; eu amo seus olhos que choram em causa um pranto sem dor. eu amo seus olhos t√£o negros, t√£o puros, de vivo fulgor; seus olhos que exprimem t√£o doce harmonia, que falam de amores com tanta poesia, com tanto pudor. seus olhos t√£o negros, t√£o belos, t√£o puros, assim √© que s√£o; eu amo esses olhos que falam de amores com tanta paix√£o.
Respostas: 1
Você sabe a resposta certa?
No mundo atual porque é necessário na maioria das vezes ser como uma borboleta e não como a crisálid...
Perguntas
question
Matem√°tica, 03.06.2021 18:00
question
Matem√°tica, 03.06.2021 18:00
question
Matem√°tica, 03.06.2021 18:00
question
História, 03.06.2021 18:00