subject
Português, 19.11.2020 19:20 tay5876

Os Sapos Enfunando19 os papos,

Saem da penumbra,

Aos pulos, os sapos.
A luz os deslumbra.

Em ronco que aterra,

Berra o sapo-boi:

- "Meu pai foi à guerra!"

- "N√£o foi!" - "Foi!"

- "N√£o foi!".

O sapo-tanoeiro,

Parnasiano aguado,

Diz: - "Meu cancioneiro

√Č bem martelado.

Vede como primo

Em comer os hiatos!

Que arte! E nunca rimo

Os termos cognatos.

O meu verso é bom

Frumento20 sem joio.

Faço rimas com

Consoantes de apoio.

Vai por cinquenta anos

Que lhes dei a norma:

Reduzi sem danos

A f√īrmas a forma.

Clame a saparia

Em críticas céticas:

N√£o h√° mais poesia,

Mas há artes poéticas..."

Urra o sapo-boi:

- "Meu pai foi rei!"- "Foi!"

- "N√£o foi!" - "Foi!" - "N√£o foi!".

Brada em um assomo

O sapo-tanoeiro:

- A grande arte é como

Lavor de joalheiro.

Ou bem de estatu√°rio21.

Tudo quanto é belo,

Tudo quanto é vário,

Canta no martelo".

Outros, sapos-pipas

(Um mal em si cabe),

Falam pelas tripas,

- "Sei!" - "N√£o sabe!" - "Sabe!".

Longe dessa grita,

L√° onde mais densa

A noite infinita

Veste a sombra imensa;

L√°, fugido ao mundo,

Sem glória, sem fé,

No perau profundo

E solitário, é

Que soluças tu,

Transido de frio,

Sapo-cururu Da beira do rio […]

Disponível em: <http://www. mac. usp. br/mac/templates/projetos/jogo/cert o3.asp>. Acesso em: 25 jun. 2019.(P1219Q10SP_SUP)

19 enfunando: enchendo.

20 frumento: espécie de trigo.

21 estatu√°rio: relativo a est√°tuas.

(P1219Q10SP) Manuel Bandeira é um poeta expressivo do
Modernismo brasileiro, conforme se observa no poema ‚ÄúOs Sapos‚ÄĚ, pois

A- demonstra preocupação com a forma e obedece ao rigor poético de rimas ricas.

B- se confirma com a estilística parnasiana e critica a utilização de versos brancos e livres nos poemas modernistas.

C- evidencia a forma poética dos versos rimados e elaborados para demonstrar alienação em relação ao seu cotidiano.

D- transforma a poesia em arte pela arte, como uma pintura ou escultura, com descri√ß√Ķes em vocabul√°rio sofisticado e erudito.

E- trabalha com a ironia e com a par√≥dia, a fim de despertar o p√ļblico leitor para a necessidade de ruptura e transforma√ß√£o da poesia.‚Äč

Respostas
Respostas: 2

Outra pergunta: Português

question
Português, 15.08.2019 00:58
Alguém pode me ajudar semana que vem tenho prova de português sobre substantivos mas não sei nada sobre isso alguém me ajuda
Respostas: 2
question
Português, 15.08.2019 00:58
Fa√ßa um relat√≥rio com numera√ß√£o dos fatos ocorridos no filme ‚Äúo menino que descobriu o vento‚ÄĚ por favor gente
Respostas: 1
question
Português, 15.08.2019 00:33
Qual é o substantivo derivado de sólido?
Respostas: 2
question
Português, 15.08.2019 00:17
Quando o pronome cujo pode ser usado e quais as regras para seu uso ?
Respostas: 1
Você sabe a resposta certa?
Os Sapos Enfunando19 os papos,

Saem da penumbra,

Aos pulos, os sapos.
...
Perguntas
question
Física, 25.05.2018 22:13
question
Matem√°tica, 20.02.2018 03:15
question
Português, 20.12.2017 03:31
Perguntas no site: 22257484