subject
Português, 10.10.2020 15:14 felpopinha2

Por favor me ajudem Faça um resumo desse seguinte texto: Uma foca solitária

O texto:

ACORDEI no dia seguinte sobressaltado, dolorido após o esforço

feito na véspera. Mal me lembrava de ter deitado para dormir. Encaixado no

fundo da popa, eu não sentia o movimento do barco e só via o horizonte e as

estrelas passando r√°pido pela janelinha. Mas, ao me levantar para ir ao

trabalho, percebi que o mar piorara bastante durante a noite. Paciência! Agora

era comigo mesmo. Tinha um imenso e desconhecido oceano pela frente que

na verdade me atraia, e para trás, gravada na memória, uma fase dura, da qual

n√£o sentia a minima saudade.

E comecei a remar. Remar de costas, olhando para tr√°s, pensando

para frente. Eu queria me afastar o mais rapidamente possivel da costa

africana. Avançava com dificuldade, devido às ondas que me molhavam a cada

cinco minutos, mas n√£o podia parar. Cada centimetro longe dessa regi√£o era

de fundamental import√Ęncia.

Sopram ali, o ano todo, ventos implac√°veis, que movem as dunas do

deserto da Namibia e carregam a areia fina, deixando os diamantes à flor da

superficie. Diamantes da mais alta qualidade (gem quality), lavados pelo mar

e polidos pela areia, e em tal extensão que sua exploração é fortemente

controlada e delimitada.[...]

Ao mesmo tempo eu navegava na regi√£o que det√©m o maior n√ļmero

de naufrágios junto à costa, em tempo de paz, até 1945,

ressurgência fria, com turbulências térmicas e ondas acima da

altura média para esta latitude, a navegação por estas águas é dificultada por

fen√īmenos anormais surgidos com as bruscas varia√ß√Ķes de temperatura.[...]

Naquela mesma noite fui acordado diversas vezes por ondas que

golpeavam o barco com impressionante violência. O mar

parecia ter enlouquecido e n√£o havia mais nada que eu pudesse

fazer a n√£o ser permanecer deitado e rezar. Choques tremendos, um barulho

assustador, tudo escuro; adormeci. E acordei, deitado no teto, quase me

afogando em sacolas e roupas que me vieram à cabeça. Tudo ao contrário: eu

havia capotado. Indescritivel sensação. Estaria sonhando ainda?

Não. Alguns segundos, outra onda e tudo voltava à posição normal em

total desordem!

Mal tive tempo de analisar o que se passara, e o mundo deu

novamente uma volta completa, t√£o r√°pida que nem cheguei a sair do lugar.[...]

Ondas altas, altissimas, vindas de todos os lados e que, ao se

encontrarem, explodiam para cima. Asuperficie do mar totalmente desordenado

estava branca. A espuma, subindo pela borla e passando pela janelinha, me poupava daquele terrivel e irreal cen√°rio. Cercado de ondas que despencavam

em estrondos, n√£o tinha certeza se estava realmente flutuando. Vales e

montanhas de √°gua em desesperada batalha, em louco movimento.[...]

Engraçado como o nosso estado de espirito é relativo.

Aparentemente, o lugar e a situação em que me encontrava não eram motivos

de nenhuma alegria, mas o fato é que as três capotagens me deixaram

eufórico. Eu deveria ter feito um teste de auto-endireitamento do barco muito

antes de iniciar a viagem, e isto acabou n√£o acontecendo. Eu acabara agora

de passar pela prova de fogo do projeto.

Recebi a simp√°tica visita de uma turma de golfinhos brincalh√Ķes, que

não quiseram ficar para o almoço. Remei sem

parar até a hora do jantar e fui para o fogão. Eu cozinhava numa

minipanela de press√£o acoplada a um fogareiro de acendimento autom√°tico

que utiliza cargas descart√°veis de g√°s butano. Aos poucos, entrosando-me

com as lides da cozinha, já não perdia mais tanto tempo para arrumar o conjunto - que era instalado no fundo, junto à cama, de modo que não

houvesse risco de

queimaduras - e em menos de vinte minutos o jantar j√° estava servido.

Perdi a hora no quinto dia e acordei surpreso. Um raio de sol entrava

pela janelinha. Ao sair, n√£o queria crer nos meus olhos:

"navegando em mar de azeite", diria mais tarde pelo r√°dio. Sem um pingo de

vento, ou um centimetro de onda sequer, era dificil

imaginar que fosse o mesmo Atl√Ęntico de uns dias atr√°s. Mais que tudo, era

surpreendente o silêncio, a sensação de vácuo nos

ouvidos, depois de quatro dias ensurdecedores. Podia, finalmente, sentir o

barco andar com a força de minhas remadas, e ouvir o

ruido da proa deslizando para longe da

√Āfrica.

Me ajudem, √© urgente‚Äč

Respostas
Respostas: 1

Outra pergunta: Português

question
Português, 15.08.2019 00:56
Qual é a semelhança e a diferença entre um bilhete e uma carta? (3 linhas)
Respostas: 2
question
Português, 15.08.2019 00:54
Me ajudem! minha sala tem q fazer uma pe√ßa de teatro e o professor pediu essa pesquisa‚Äč
Respostas: 1
question
Português, 15.08.2019 00:51
3) classifique as ora√ß√Ķes, obedecendo o seguinte c√≥digo(1) ora√ß√£o principal(2) ora√ß√£o subordinada adverbial temporal(3) ora√ß√£o subordinada adverbial consecutiva(4) ora√ß√£o subordinada adverbial concessiva(5) ora√ß√£o subordinada adverbial condicional(6) ora√ß√£o subordinada adverbial comparativa(7) ora√ß√£o subordinada adverbial conformativa(8) ora√ß√£o subordinada adverbial proporcional(9) ora√ß√£o subordinada adverbial final(10) ora√ß√£o subordinada adverbial causala) (9) embora fosse cedo, resolvi levantar.b) ( voc√™ pode sair, contanto que volte logo.c) (6) como voc√™ viu, a menina era voluntariosa.terior,d) ) pedro fugiu, porque era t√≠mido.e) () estou ensinando, para que voc√™s aprendam bem.f). √† propor√ß√£o que escurecia, sentia mais medo.g) a mo√ßa foi menos est√ļpida do que os passageiros.h) () o autor tanto insistiu, que a mo√ßa respondeu.i) depois que sa√≠, muitos riram de mim.j) (9) a vida √© t√£o boa, que merece ser vivida.k) a fome era tanta, que eles devoraram toda a comida.‚Äč
Respostas: 2
question
Português, 15.08.2019 00:46
Da forma como √© feita a pergunta, espera se que o leitor concorde, discorde ou tente formular sua hip√≥tese a respeito do assunto? ‚Äč
Respostas: 2
Você sabe a resposta certa?
Por favor me ajudem Faça um resumo desse seguinte texto: Uma foca solitária

O texto:
Perguntas
question
Espanhol, 05.09.2020 07:14
Perguntas no site: 22388356